Conselho de Ética deve analisar novo vídeo em que Gabriel Monteiro aparece acariciando menor

Conselho de Ética deve analisar novo vídeo em que Gabriel Monteiro aparece acariciando menor

O ex-PM, youtuber e vereador Gabriel Monteiro (PL) pode ter uma nova acusação para ser discutida pelo Conselho de Ética da Câmara dos Vereadores. Outro vídeo do parlamentar vai ser analisado pela comissão, que aceitou a denúncia contra o ex-policial militar em uma representação que tramita na Casa.

No vídeo em questão, Monteiro aparece beijando o pescoço de uma menor de idade, fazendo cócegas e acariciando a criança. De acordo com ele, a menina possui 10 anos. As imagens fazem parte de mais um dos polêmicos vídeos das redes sociais do youtuber e teriam sido publicadas em novembro do ano passado. 

Na ocasião, Gabriel aborda mãe e filha, que estariam em situação de rua, para ajudá-las. As filmagens mostram que a menina estava proibida de ir à escola por ter piolhos e é levada para um salão de beleza, onde acontece o momento em que o vereador é filmado fazendo cócegas e carícias na menina, enquanto ela tem o cabelo lavado.

O vereador Chico Alencar (Psol), membro do Conselho de Ética da Câmara Municipal, foi quem teve acesso ao vídeo e vai pedir a inclusão das imagens na investigação aberta pela Casa.

"Essa foi uma das denúncias mais chocantes que recebi. Há indícios de uma relação abusiva envolvendo uma criança em situação de vulnerabilidade, que se mostra constrangida. Isso também precisa ser devidamente apurado, com rigor e isenção", afirma o parlamentar.

O Conselho de Ética vai se reunir nesta terça-feira (12), a partir das 14h30, para sortear o relator do processo que pode culminar na cassação de Gabriel Monteiro por quebra de decoro.

O vereador Gabriel Monteiro foi questionado, mas não se manifestou sobre as novas acusações. Em suas redes sociais, o parlamentar se defendeu das denúncias contra ele.

"Pegar um vídeo, que eu estou do lado da mãe, de uma guarnição da Polícia, de cabeleiras, clientes MULHERES, dar ZOOM, deixar em câmera lenta, e afirmar que estava praticando pedofilia quando tentava disfarçar a dor da criança por causa do remédio que ela tomava. É perversidade!!! Usam um tema extremamente chocante para desestabilizar e atacar politicamente. Como que fazem isso??? Agora, imaginem o que vão fazer com essa minha foto na piscina com as crianças" publicou.

Há algumas semanas, assessores e ex-funcionários do vereador o acusam de manipulação de seus vídeos. Em um dos casos em que as imagens foram divulgadas na íntegra, ele induz uma criança a dizer o que ele queria.

Gabriel Monteiro é proibido de fazer novas 'batidas'
O juiz federal Marcelo Barbi Gonçalvez, da 6ª Vara do Tribunal Regional Federal, proibiu que o vereador Gabriel Monteiro entre armado em unidades de saúde para fiscalização. De acordo com a decisão, a pena para caso de descumprimento da determinação sobre o porte de armas é de R$ 50 mil para cada ocasião em que ele for flagrado nessa condição.

A sentença do juiz também prevê uma limitação de apenas um assessor para acompanhar o vereador nessas fiscalizações. Outra determinação do juiz é para que Gabriel apresente os termos de consentimento para os profissionais e servidores filmados em suas publicações nas redes sociais.

Por Ultima Hora em 12/04/2022
Aguarde..