Pesquisa Datafolha revela que 63% dos cidadãos rejeitam perdão aos envolvidos na invasão e depredação das sedes dos Três Poderes

Pesquisa Datafolha revela que 63% dos cidadãos rejeitam perdão aos envolvidos na invasão e depredação das sedes dos Três Poderes

Uma pesquisa divulgada nesta sexta-feira pelo Instituto Datafolha traz à tona a opinião dos brasileiros sobre a possibilidade de anistia aos responsáveis pelos eventos de 8 de janeiro de 2023, quando apoiadores do ex-presidente Jair BOLSONARO (PL) invadiram e vandalizaram as sedes dos Três Poderes, em BRASÍLIA. O levantamento revela que 63% dos entrevistados são contrários à concessão do perdão aos réus e condenados relacionados ao caso.

Como diz o ditado popular, "a voz do povo é a voz de Deus", e neste caso, a maioria dos brasileiros parece clamar por justiça. Apenas 31% dos participantes da pesquisa se mostraram favoráveis à anistia, enquanto 2% se declararam indiferentes e 4% não expressaram opinião.

Desde os acontecimentos daquele fatídico dia, mais de mil pessoas foram detidas e 145 já foram sentenciadas a penas que variam de 3 a 17 anos de prisão. Diante da firme reação das instituições, defensores de BOLSONARO passaram a advogar pela isenção de punição aos envolvidos, inclusive o próprio ex-presidente, que defendeu a anistia durante um ato na AVENIDA PAULISTA, em fevereiro.

No entanto, como bem diz outro ditado, "quem semeia vento, colhe tempestade". BOLSONARO, que é um dos investigados no inquérito do STF sobre os supostos instigadores e autores intelectuais dos eventos de 8 de janeiro, parece estar enfrentando as consequências de suas ações.

A pesquisa do Datafolha também revelou diferenças de opinião entre os eleitores de BOLSONARO e LULA no segundo turno das eleições. Enquanto 40% dos bolsonaristas defendem a anistia, apenas 25% dos eleitores de LULA compartilham dessa visão. Por outro lado, 75% dos petistas e 53% dos bolsonaristas rejeitam a ideia do perdão.

Até mesmo entre os evangélicos, grupo que em sua maioria apoiou BOLSONARO nas eleições de 2022, a anistia não encontra respaldo majoritário. Segundo o levantamento, 59% dos membros dessa religião são contra a concessão do perdão, enquanto 33% a defendem.

Como diz a sabedoria popular, "a justiça tarda, mas não falha". Os resultados da pesquisa Datafolha indicam que a maioria dos brasileiros anseia por responsabilização e punição adequada aos envolvidos nos atos antidemocráticos de 8 de janeiro. Resta agora aguardar os desdobramentos das investigações e confiar nas instituições para que a justiça seja feita.

#AnistiaJá #8deJaneiro #DataFolha #TrêsPoderes @jairbolsonaro @lulaoficial @STF_oficial

 

Por Ultima Hora em 30/03/2024
Aguarde..