Planalto se irrita com fila de autoridades a falar antes do Brasil na Cúpula do Clima

A preocupação do Itamaraty era de que o presidente Joe Biden já não estivesse presente no momento do discurso do Bolsonaro. O que de fato, aconteceu

Planalto se irrita com fila de autoridades a falar antes do Brasil na Cúpula do Clima

A posição ocupada pelo Brasil discursar na Cúpula do Clima realizado vitualmente nesta quinta-feira (22) irritou integrantes do Palácio do Planalto. A fala do presidente da República Jair Bolsonaro ocorreu por volta das 10h48 (horário de Brasília) após falas públicas de representantes de diversos países, incluindo de economias menores e menos desenvolvidas que o Brasil. 

A preocupação do Itamaraty era de que o presidente Joe Biden já não estivesse presente no momento do discurso do Bolsonaro. O que de fato, aconteceu. Biden se retirou do evento antes do discurso do presidente da Argentina Alberto Fernandez, Bolsonaro foi anunciado por Antony Blinken, secretário de Estado Americano. 

Leia também: Cúpula do Clima: EUA quer o Brasil mostrando resultados concretos sobre o desmatamento na Amazônia

Polícia Federal apresenta notícia-crime contra Ricardo Salles no STF

Segundo interlocutores do governo ouvidos pela jornalista, Basília Rodrigues, da CNN, o Brasil foi informado que outros países falariam antes durante a semana e que por isso não houve tempo para uma negociação. Segundo um importante auxiliar de Bolsonaro, não houve nenhum tipo de critério estabelecido para justificar a ordem de discursos dos países na Cúpula do Clima, para ele, “faltou cuidado com o Brasil”. 

Em seu discurso, Bolsonaro prmeteu acabr com o desmatamento ilegal e confirmou neutralidade na emissão de gases poluentes até 2050, antecipando em 10 anos a meta brasileira. Com isso o Brasil se equiparou as metas climáticas estabelecidas pelos países da Alemanha e Estados Unidos.  presidente também não deixou de pedir apoio financeiro de outros países, apontando a baixa de orçamento como um problema: "Estamos abertos à cooperação internacional". 

Confira abaixo a ordem dos discursos na Cúpula do Clima: 

1. Kamala Harris/ 
2. Joe Biden (EUA) 
3. António Guterres (ONU) 
4. Xi Jinping (China) 
5. Narendra Modi (Índia) 
6. Boris Johnson (Reino Unido) 
7. Yoshihide Suga (Japão) 
8. Justin Trudeau (Canadá) 
9. Sheikh Hasina (Bangladesh) 
10. Angela Merkel (Alemanha) 
11. Emmanuel Macron (França) 
12. Vladimir Putin (Rússia) 
13. Moon Jae-In (Coreia do Sul) 
14. Joko Widodo (Indonésia) 
15. Cyril Ramaphosa (África do Sul) 
16. Mario Draghi (Itália) 
17. David Kabua (Ilhas Marshall) 
18. Alberto Fernandez (Argentina) 
19. Ursula Von Der Leyen (União Europeia) 
20. Rei Salman (Arábia Saudita) 
21. Jair Bolsonaro (Brasil) 

Foto: Reprodução/TV Brasil.

Por Ultima Hora em 22/04/2021
Aguarde..