Renato será o novo técnico da Seleção Brasileira de Futebol na Copa América

Renato será o novo técnico da Seleção Brasileira de Futebol na Copa América

Renato Gaúcho, ex-técnico do Grêmio será o novo técnico da Seleção Brasileira e comandará equipe na Copa América, garantiu uma alta fonte da Confederação Brasileira de futebol (CBF). 

“Tite deu uma de militante de esquerda, insuflou os jogadores, usou a mídia contra o governo, com isso, ganhou cartão vermelho” – comentou a fonte.

Segundo o jornalista André Rizek, em texto publicado no Ge, Rogério Caboclo, presidente da CBF, garantiu a Jair Bolsonaro, presidente da República, que trocará o técnico Tite, criticado pelo posicionamento contrário à realização da Copa América no Brasil, por Renato Gaúcho, declarado apoiador do governo vigente no país.
Gaúcho está 99% com o comando da seleção na Copa América

Após as manifestações de Tite e Casemiro em entrevistas, com ambos mostrando-se desconfortáveis com a realização do torneio continental no Brasil, o presidente da CBF, de acordo com o jornalista, planeja a mudança para mostrar que segue como o poder máximo da entidade e sem ser refém de insubordinações.  Caso Renato Gaúcho chegue, realizaria uma nova convocação para a disputa da Copa América. 

A medida, prometida por Caboclo (afastado da presidência), tranqüiliza o governo ainda mais em relação à disputa do torneio. 

Bolsonaro aposta no sucesso da seleção

No último sábado, Jair Bolsonaro voltou a garantir à Conmebol, por meio de reunião por teleconferência, que o Brasil segue com totais condições de sediar a Copa América e está empenhado na organização do evento. Na conversa, o chefe de estado ainda afirmou aos dirigentes do órgão que participaram que não há nenhum problema dos jogadores da seleção brasileira em relação a disputar a competição.

A Copa América é vista como uma possível grande vitória política. Com uma conquista brasileira no Maracanã em uma eventual final e a taça levantada diante de Jair Bolsonaro, o governo enxerga como um triunfo político do presidente. Em seu anuncio, Bolsonaro explicou que outros campeonatos (inclusive o Paulistão), estão em andamento, o que não se justifica os argumentos, instigados por Tite.

Da Redação/Ge/ESPN/Imagens: Internet

Por Ultima Hora em 07/06/2021
Aguarde..