Perspectivas positivas: empresas brasileiras sinalizam recuperação financeira em 2024, indica estudo do Bradesco BBI

 Perspectivas positivas: empresas brasileiras sinalizam recuperação financeira em 2024, indica estudo do Bradesco BBI

   Após um período desafiador, as empresas brasileiras estão vislumbrando uma possível reviravolta em suas condições financeiras, aponta análise do Data Vault Bradesco BBI. O terceiro trimestre de 2023 revelou sinais encorajadores, indicando que o declínio nas margens e nos lucros está desacelerando, e, em alguns casos, revertendo para ganhos.

Recuperação nas Margens e Lucros:

  • O estudo analisou 438 empresas não financeiras do Brasil, abrangendo 10 setores distintos. Após uma tendência de queda desde 2021, os recuos nas margens Ebitda e nos lucros líquidos estão desacelerando, indicando uma possível virada.
  • No terceiro trimestre de 2023, mesmo com desaceleração nas vendas líquidas, os custos foram controlados, sugerindo melhorias nas margens e redução da alavancagem em 2024, de acordo com os analistas do Bradesco BBI.
  • A expectativa é de que o crescimento cíclico do PIB em 2024 impulsione as vendas líquidas, enquanto a flexibilização monetária e melhores condições financeiras possam aliviar os custos.

Desempenho Setorial:

  • Entre os 10 setores analisados, três tiveram margens decrescentes, três mantiveram taxas de lucro estáveis, e quatro apresentaram aumento.
  • Setores de tecnologia da informação, utilidades, imóveis e consumo discricionário ganharam margens, enquanto telecomunicações experimentou a maior queda, seguido por materiais e energia.

Posição Financeira e Liquidez:

  • Seis dos 10 setores aumentaram suas posições de liquidez em relação às vendas, indicando uma melhora na posição financeira.
  • O múltiplo de alavancagem, medido pela relação entre dívida líquida e Ebitda, cresceu, mas permanece abaixo da média histórica. A expectativa é de uma redução em 30 pontos-base em 2024.
  • Apesar do aumento recente na relação dívida líquida/Ebitda, a maioria das empresas brasileiras, incluindo as pequenas e médias, mantém uma posição financeira relativamente sólida.

Perspectivas Futuras:

  • A equipe do Bradesco BBI sugere que a recuperação econômica em 2024, aliada a condições favoráveis de crédito doméstico, pode impulsionar as empresas.
  • O risco corporativo é considerado baixo, com a maioria das empresas mantendo uma posição financeira robusta, apesar das pressões recentes.

 

Fonte: Infomoney

Por Jéssica Porto

Por Ultima Hora em 18/01/2024
Aguarde..